Em um constante trabalho de interiorização da advocacia, a Caravana Mais Prerrogativas pelo Brasil, da OAB, chegou, nesta terça-feira (7/11), à Santa Catarina. O objetivo é se aproximar dos profissionais locais, ouvindo pleitos, conhecendo projetos e desenvolvendo ações conjuntas em favor de boas condições de atuação para advogadas e advogados. Para tanto, a Ordem foi representada pelo seu vice-presidente, Rafael Horn, e pelo presidente da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Ricardo Breier.

A programação da 17ª Caravana deste ano foi inaugurada com um evento realizado na sede da seccional. Na ocasião, Horn destacou os desafios da profissão. “Não tenho dúvida de que esse trabalho conjunto, com todos os nossos colegas que lideram, conhecedores dos desafios das prerrogativas do país e dos desafios do exercício da advocacia em nosso estado de Santa Catarina, nós sairemos muito maiores do que entramos, com grandes medidas e grandes ideias, para que a advocacia brasileira seja cada vez mais valorizada”, disse.

Ricardo Breier elogiou a qualidade dos debates promovidos pela Caravana em Santa Catarina. “Foi uma visita muito proveitosa. Tivemos um encontro com todo o sistema de prerrogativas do estado, incluindo todos os presidentes de comissões, a quem pudemos levar todas as informações do Provimento 219/2023, que unifica a estrutura do Sistema Nacional de Defesa das Prerrogativas. Além da atuação da nossa vice-presidente da Comissão, Cristina Lourenço, em prol da mulher advogada, o procurador nacional adjunto da Procuradoria Nacional de Defesa das Prerrogativas da OAB, Cassio Teles, falou sobre as atuações da Comissão Nacional dentro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), especialmente quanto às audiências virtuais”, pontuou.

Mulher advogada

Ao falar de sua jornada como a primeira mulher na vice-presidência da Comissão de Prerrogativas, Cristina Lourenço frisou a importância da defesa das prerrogativas da mulher advogada. “Quando assumi essa responsabilidade, assumi uma grande pauta, a defesa de prerrogativas da mulher advogada. Nós estamos caminhando pelo Brasil fazendo um diagnóstico das prerrogativas e percebemos grandes diferenças entre as regionais, mas, também, situações muito similares de violação de prerrogativas. As maiores vítimas dessas violações são as jovens advogadas”, considerou.

Para a presidente da OAB-SC, Cláudia Prudêncio, o tema merece atenção constante. “Este evento traz consigo um dos assuntos mais importantes de toda a advocacia, que é trabalhado diariamente por nossa seccional: a defesa de nossas prerrogativas, que nos permitem exercer nossa profissão de forma livre e respeitosa, fazendo o que nascemos para fazer, auxiliar a sociedade com mais justiça. Sem dúvida, essa iniciativa do nosso Conselho Federal é de grande relevância para tratarmos e discutirmos essa temática que será sempre atual”, afirmou. 

Após a abertura, os participantes assistiram à palestra “Defesa das Prerrogativas”, ministrada por Breier e pelo advogado Davi Tangerino, especialista em Direito Penal corporativo. Em seguida, o público assistiu a um painel dos Procuradores das Prerrogativas e de Defesa dos Honorários, além de debates entre advogados sobre temas como: Desafios das prerrogativas para a advocacia previdenciária, com o coordenador de relacionamento com a Justiça Federal da seccional, Jorge Mazera; A advocacia criminal e as prerrogativas, com o presidente da Comissão de Assuntos Prisionais da OAB-SC, Wiliam Shinzato; e Desafios da jovem advocacia, com a presidente da Comissão da Jovem Advocacia da seccional, Isadora Mello Guimarães Barth.

Com informações da OAB-SC

Fale conosco no whatsapp!