O Conselho Federal da OAB lamenta profundamente o falecimento da desembargadora aposentada Marinildes Costeira de Mendonça Lima, neste sábado (2/12), em São Paulo. Graduada em Direito pela Universidade Federal do Amazonas, a magistrada foi a primeira mulher a galgar os mais altos cargos da carreira jurídica do estado de Amazonas, tendo construído uma brilhante trajetória.

Promovida a desembargadora em 1989, foi a primeira mulher a assumir a presidência do Judiciário amazonense, ficando no comando da Corte estadual entre os anos de 2002 e 2004. Antes, já havia ocupado os cargos de corregedora-geral de Justiça e de vice-presidente da Corte.

A desembargadora deixa o marido, José Marcelo Castro Lima, e os filhos Rebeca de Mendonça Lima, juíza titular do Juizado da Infância e da Juventude Cível da Comarca de Manaus, atualmente designada como juíza auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); e José Marcelo Castro Lima Filho, notário e registrador e ex-presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Amazonas (Anoreg/AM).

Fale conosco no whatsapp!